25.000 empresárias dos Emirados possuem 50.000 licenças comerciais – Negócios – Economia e Finanças

Uma pesquisa recente conduzida pelo NAMA Women Advancement, em parceria com a ONU Mulheres, constatou que 77,6% das empresas pertencentes a mulheres (WOB) nos Emirados Árabes Unidos são lideradas por pessoas com menos de 40 anos. Segundo a pesquisa, 48,8% são CEOs e 61,4% são proprietários individuais, um claro indicador de que os empreendedores dos Emirados, principalmente mulheres jovens, estão fazendo contribuições significativas para o PIB em setores econômicos emergentes.

Esta pesquisa fez parte do relatório ‘Negócios de propriedade de mulheres nos Emirados Árabes Unidos: uma oportunidade de ouro’, publicado pela NAMA Women Advancement em parceria com a Seção de Empoderamento Econômico da ONU Mulheres, que abordou as realidades e perspectivas das mulheres dos Emirados Contribuições para o desenvolvimento integral dos Emirados Árabes Unidos, aumentando a sustentabilidade dos setores econômicos e diversificando as fontes de renda nacional.

  • Forte ecossistema de negócios

O relatório elogiou o ecossistema empreendedor sustentável e resiliente dos Emirados Árabes Unidos, apontando os grandes avanços que os Emirados Árabes Unidos realizaram para garantir a paridade de gênero por meio de uma série de medidas legais, políticas e institucionais na última década, incluindo a simplificação do acesso ao financiamento. Os Emirados Árabes Unidos foram classificados como os melhores do mundo no relatório Global Entrepreneurship Mentorship (GEM) 2021/2022 em termos de países que permitem uma maior facilidade de fazer negócios.

O relatório indicou que Sharjah aspira construir uma economia sustentável, promovendo o empreendedorismo jovem e as indústrias emergentes de tecnologia, aumentando a competitividade e melhorando as oportunidades de negócios para as MPMEs. Conseqüentemente, um aumento constante de empresas recém-registradas.

  • Aumento do número de empresas pertencentes a mulheres

O relatório revelou que o número de mulheres empreendedoras está aumentando significativamente, com 25.000 empresárias dos Emirados possuindo 50.000 licenças comerciais avaliadas em AED 60 bilhões em 2021, em comparação com 23.000 mulheres dos Emirados administrando negócios no valor de AED 50 bilhões em 2019 e 11.000 empresárias dos Emirados administrando negócios no valor de AED 12 bilhões em 2010.

Os entrevistados afirmaram estar confiantes em seus planos de crescimento de negócios e expressaram a importância de garantir fontes de financiamento. Eles enfatizaram a importância de envolver as mulheres em organizações que fornecem suporte abrangente para empreendedores por meio de networking, treinamento e serviços de consultoria.

Os entrevistados também expressaram a necessidade de treinamento e capacitação em habilidades de negócios, incluindo habilidades de comércio e marketing digital, contabilidade financeira e ferramentas de gestão, bem como adquirir conhecimento sobre como fazer propostas em resposta a licitações e licitações. Enquanto isso, o relatório também afirma que 13% são coproprietários com mais de 51% das ações e 25% são líderes empresariais com menos de 51% das ações, enquanto 72% dos WOBs compreendem microempresas, 24% são pequenas empresas .e 3% são médias empresas.

O relatório também fornece uma visão abrangente das realidades das pequenas e médias WOBs e as possibilidades de obter financiamento, além de sugestões e recomendações sobre maneiras de promovê-las e fazer negócios, apontando os grandes avanços que os Emirados Árabes Unidos realizaram para garantir o alcance da igualdade de gênero. .paridade por meio de uma série de medidas legais, políticas e institucionais ao longo da última década, tanto no setor público quanto no privado.

O relatório apontou que os conselhos empresariais femininos do país foram os principais impulsionadores da legislação empresarial nacional que incentiva a participação feminina no empreendedorismo por meio de microempresas. Assim, as mulheres emiradenses e não emiradenses foram encorajadas a prosperar e iniciar sua jornada empreendedora com requisitos mínimos de configuração.

Ele também enfatizou que iniciativas significativas voltadas para mulheres para PMEs e atividades domésticas deram acesso a milhares de mulheres empresárias para estabelecer seus negócios, incluindo o lançamento da Badiri Education and Development Academy e do Irthi Contemporary Crafts Council da NAMA em Sharjah, ‘Sougha e ‘Mubdi’ah’ pelo Abu Dhabi Businesswomen Council, e ‘Intilaq’ pela Dubai Chamber of Commerce.

  • Oportunidades, desafios e necessidades

Uma pesquisa da ONU Mulheres–NAMA intitulada ‘Empresas de propriedade de mulheres nos Emirados Árabes Unidos: oportunidades, desafios e necessidades’ indicou que 41,2% das mulheres líderes empresariais afirmaram que o principal desafio que enfrentam nos Emirados Árabes Unidos é a falta de acesso aos mercados; 38,8% notaram acesso a financiamento, enquanto 33,5% notaram alta competição de mercado.

Comentando o relatório e o estudo, HE Reem BinKaram, diretor do NAMA, disse: “Este relatório representa uma prova inquestionável do papel da mulher como um componente importante do desenvolvimento nos Emirados Árabes Unidos. Estamos trabalhando para formar um ecossistema abrangente que alimenta os grandes resultados das mulheres que contribuem para a economia nacional, que é um pilar sobre o qual as instituições sob o NAMA foram estabelecidas sob a orientação de Sua Alteza Sheikha Jawaher bint Mohammed Al Qasimi, esposa do Governante de Sharjah e Presidente do SCFA. Procuramos criar um ambiente que cuide das mulheres e ofereça a elas oportunidades de se envolverem em um desenvolvimento integral, seja uma mãe ou avó que fica em casa cuidando de seus filhos, ou uma empresária ou empresária que oferece oportunidades de progresso a economia local e fortalecer o status das mulheres como peças-chave para reforçar a posição dos Emirados Árabes Unidos.”

Por sua vez, a Dra. Moza Al Khayal, Diretora do Escritório de Ligação da ONU Mulheres-EAU para o GCC, disse: “Apesar dos desafios enfrentados pelas mulheres empresárias, o apoio governamental contínuo forneceu oportunidades para obter amplo conhecimento por meio de iniciativas de treinamento organizadas em todo o país que ajudaram a estabelecer um amplo ecossistema que orienta as mulheres para um futuro brilhante e realizações que o relatório destacou.”

Impressão
E-mail




Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *