O que você gostaria de ver em um ‘Mega Man 12’?

Nº 1 – Reintroduza os visuais de pixel art

Imagem: Capcom

Pessoalmente, adoramos a aparência de Mega Man 11: é limpo, colorido e ousado. Mas estaríamos mentindo se disséssemos que não sentimos falta da estética “clássica” dos jogos Mega Man mais antigos que Mega Man 9 e 10 acompanhavam. Há algo instantaneamente encantador nisso, certo?

Jogos como Castlevania III, Super Mario World e The Legend of Zelda: A Link to the Past funcionam bem até hoje; indiscutivelmente ainda melhor do que suas contrapartes 3D, e a franquia Mega Man não é diferente, então adoraríamos ver um retorno a um estilo de arte de 8 ou 16 bits. Em 2022, no entanto, quão receptivo o público será em relação a um novo Mega Man que abraça a pixel art? Especialmente depois que a Capcom levou a série em uma direção significativamente diferente com a décima primeira iteração.

Nossa solução? Implemente uma estética de estilo ‘HD-2D’. Mantenha a identidade central dos títulos originais do NES, mas aumente-a com iluminação em tempo real, profundidade e texturas aprimoradas. Achamos que isso pareceria absolutamente assassino.

# 2 – Traga de volta o chiptune

Este meio que anda de mãos dadas com o nosso primeiro ponto e não temos certeza se você pode ter um sem o outro. No entanto, embora fôssemos fãs de algumas das músicas apresentadas no Mega Man 11, elas são simplesmente pálidas em comparação com as partituras icônicas encontradas nos títulos anteriores do NES; caramba, até Mega Man 9 e 10 tinham músicas que superam completamente o que foi encontrado no título mais recente.

Não há nada de errado em se afastar da música chiptune e tentar algo um pouco mais ambicioso, mas com Mega Man, há algo verdadeiramente mágico em um tema simples e direto de 8 bits que instantaneamente fica preso na sua cabeça.

Tema ‘Dr. Wily’s Castle’ de Mega Man 2, tema ‘Magnet Man’ de Mega Man 3, tema ‘Galaxy Man’ de Mega Man 9 (acima)… Eles estão no limite perfeição. Traga chiptune de volta, dizemos.

# 3 – Mude o sistema de engrenagens

Mega Man - Sistema de Engrenagens
Imagem: Capcom

O sistema de engrenagens de Mega Man 11 foi, sem dúvida, sua maior mudança em relação aos títulos anteriores. Ele concedeu a capacidade de desacelerar o tempo ou aumentar sua arma em um piscar de olhos. Embora fosse um pequeno truque divertido que funcionou bem dentro dos limites do jogo, sua inclusão ao longo do jogo totalidade da experiência sem dúvida tornou algumas áreas um pouco fáceis demais, dando aos jogadores um controle para recorrer sempre que as coisas ficassem um pouco complicadas.

Nossa solução? Puxe um pouco para trás em sua implementação. Existem algumas maneiras pelas quais a Capcom poderia fazer isso: nossa opção preferida seria mantê-los disponíveis o tempo todo, mas talvez limitar seu uso a duas ou três vezes por estágio, forçando os jogadores a serem um pouco mais seletivos ao decidir usá-los.

Outras opções incluem fazê-los aparecer nos estágios como captadores ou apresentá-los como uma opção se os jogadores morrerem um certo número de vezes, como nos jogos modernos. Mário títulos.

É claro que também existe a opção de abandonar totalmente o sistema de engrenagens, mas não temos certeza se somos fãs dessa ideia. Embora não haja dúvida de que os estágios do Mega Man 11 foram construídos fundamentalmente em torno de seu uso, abandoná-los completamente seria a abordagem errada aqui. Nós gosta o sistema de engrenagens; só precisa de um pouco de refinamento.

#4 – Melhore a história

Megaman 11
Imagem: Capcom

Mega Man 11 certamente tentou introduzir alguma aparência de enredo e tecnicamente conseguiu fazê-lo. Dito isso, ainda não iríamos tão longe a ponto de chamá-lo de “bom” e certamente não era um patch para nada que você veria na série spin-off. Megaman X.

Agora, não estamos dizendo que a franquia principal de Mega Man precisa introduzir ameaças de dominação mundial ou múltiplos protagonistas com moral questionável, mas quando você está tão longe em uma franquia, você precisa dar aos fãs mais um motivo para ficar por perto.

Ficaríamos muito felizes se Mega Man 12 simplesmente introduzisse mais pistas ambientais apontando para um enredo mais amplo, ou mesmo implementasse algumas cenas para apresentar os Robot Masters. Somente algo para dar a este universo um pouco mais de vida, por favor, Capcom.

#5 – Falando em Mega Man X…

mega homem x6
Imagem: Capcom

Neste momento, a Capcom não parece particularmente interessada em reviver a marca Mega Man X, então por que não implementar alguns de seus principais recursos de jogabilidade na série principal? Principalmente, estamos pensando no recurso de pular na parede, o que acrescentaria um senso de verticalidade aos palcos.

Outros recursos incluem o traço (embora basicamente já esteja disponível na forma de um slide) e – ousamos dizer – uma espada. Sim, não esperamos que Zero entre em ação em Mega Man 12 ou algo assim, mas seria legal se Mega Man tivesse uma habilidade cronometrada para basicamente ficar superpoderoso e empunhar algum tipo de sabre de luz por alguns momentos!

# 6 – Traga de volta a capacidade do adaptador do Rush

Mega Man Rush
Imagem: Nintendo Life

Rush, o fiel cão robótico companheiro de Mega Man, é um deleite absoluto e apareceu em praticamente todos os jogos desde sua introdução em Mega Man 3. Suas habilidades principais, Coil e Jet, são ótimas pequenas adições que misturam a jogabilidade, mas nós Adoraria se a próxima instalação trouxesse de volta a habilidade ‘Adaptador’ de Mega Man 6.

Isso efetivamente funde Rush com Mega Man, dando a Mega Man uma incrível estética vermelha e transformando-o em Power Mega Man ou Jet Mega Man. Power Mega Man foi capaz de carregar ataques de soco e aniquilar escudos inimigos, enquanto Jet Mega Man basicamente permitiu que ele voasse. O que mais você poderia querer? [Power Jet Mega Man? – Ed]

Adoraríamos ver essas habilidades retornando em Mega Man 12.


Gostou do som de alguma dessas ideias? Tem alguns melhores de sua preferência? Deixe-nos saber na enquete abaixo e fique à vontade para comemorar os 35 anos de Mega Man nos comentários. Você também pode comemorar que passamos por todo o artigo sem chamá-lo de ‘Blue Bom’—*o editor invade a sala, pega o teclado e o quebra em mil pedaços*

.

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *