Revisão do livro da CTech: A bíblia para empreendedores em estágio inicial

Ran Ribenzaft é cofundador e CTO da Epsagon (adquirida pela Cisco), que simplifica o desenvolvimento moderno de aplicativos em nuvem. Ele se juntou à CTech para compartilhar uma resenha de “Crossing the Chasm”, de Geoffrey Moore.

Título: “Atravessando o Abismo”
Autor: Geoffrey Moore
Formato: Livro
Onde: Casa

1 Veja a galeria

BiblioTech Executou Epsagon

Ran Ribenzaft, cofundador e CTO da Epsagon

(Foto: Epsagon)

A Bíblia para trazer produtos para grandes mercados.

Em “Crossing the Chasm”, Geoffrey A. Moore mostra o conceito Technology Adoption Life Cycle (TALC). Inclui inovadores, adotantes iniciais, maioria inicial, maioria tardia e retardatários como segmentos que você precisa penetrar passo a passo.

Cada etapa apresenta um conjunto diferente de desafios e requisitos, e Geoffrey se concentra no vasto abismo entre os primeiros adotantes e a maioria inicial – onde a maioria das empresas falha.

Geoffrey apresenta que o desafio para inovadores e profissionais de marketing é reduzir esse abismo para, em última análise, acelerar a adoção do produto. O livro compartilha dezenas de exemplos de fracassos e sucessos.

O abismo do segmento: De acordo com Moore, há um “abismo” – uma lacuna – entre o mercado inicial que as startups pretendem conquistar nos primeiros dias e o mercado mainstream. Produtos inovadores muitas vezes florescem no mercado inicial e depois estagnam e morrem tentando realizar no mainstream.

Indo do mercado inicial para o mainstream: Para conquistar o mercado inicial, ganhe os entusiastas com uma forte vantagem tecnológica que se tornará a credibilidade do produto. Pragmatistas céticos convincentes constroem o mercado convencional por meio da liderança de mercado. Uma maneira de atravessar o abismo e se tornar parte do mercado mainstream é focar em um nicho de mercado. Se você se concentrar em um nicho de mercado, terá mais chances de vencê-lo e dominá-lo. Depois de ter esse ponto de apoio, você pode usá-lo como base para uma maior expansão.

Posicione seu produto, empresa e marca: o posicionamento refere-se a onde os clientes em potencial colocam seu produto no cenário do mercado ou como o veem em comparação com a concorrência. A maioria inicial posicionará seu produto com base em sua reputação e participação de mercado. Assim, à medida que você entra no mercado mainstream, o posicionamento do seu produto dependerá substancialmente de sua reputação com os principais influenciadores e a concorrência percebida.

Como fundador, aprendi principalmente que em cada etapa da startup e do produto, o mercado-alvo é diferente e as expectativas são totalmente diferentes. Chegar aos primeiros 12 adotantes iniciais exigirá tecnologia de ponta, produto inovador e posicionamento e mensagens relativamente simples.

Conquistar o mercado de massa é um problema 100 vezes mais difícil, pois requer mensagens e posicionamento notavelmente bons. As pessoas devem entender o que você faz e como é diferente ou único em comparação com os concorrentes.

Uma boa tática para construir um bom produto é focar em um nicho de mercado. Um nicho de mercado não significa necessariamente pequeno; Significa focado. Um mercado focado ajuda seu produto a segmentar e identificar as personas e os problemas que seu produto resolve.

Quando você alcança o ajuste do mercado de produto em um nicho de mercado, a eficácia crescente se torna muito mais gerenciável. Embora seja um grande abismo para atravessar e, sem dúvida, a parte mais desafiadora que toda empresa enfrenta, quando a base é construída corretamente, torna-se muito mais simples.

Sem dúvida, as coisas mudaram notavelmente desde que Moore escreveu pela primeira vez “Crossing the Chasm”. A taxa de introdução de novas tecnologias provavelmente aumentou muito desde a primeira publicação do livro, com as empresas se concentrando em tornar os produtos de tecnologia acessíveis e populares. Ainda assim, “Crossing the Chasm” contém muitos pontos que acredito serem quase atemporais.

Finalmente, como diz Moore: “A travessia do abismo não é o fim, mas sim o começo do desenvolvimento do mercado mainstream”. Portanto, este livro me ensina os fundamentos da construção de uma grande empresa.

O livro é tão útil e cheio de grandes insights. Embora não seja um livro “divertido”, mas quase considerado um guia “Como fazer”, este livro se torna muito útil para quem quer vender tecnologia.

Apesar das falhas, é um prazer acompanhar Geoffrey A. Moore em sua jornada pela tecnologia. Para mim, foi uma viagem que me levou até onde estou hoje.

Quem deveria ler esse livro:

Na minha opinião, é a bíblia para qualquer empreendedor em estágio inicial e amante de tecnologia. No entanto, este livro também pode se adequar a qualquer pessoa de produto, marketing ou tecnologia, já que o conceito aplica muitos aspectos do pensamento estratégico na construção e envio de produtos.

.

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *